0

"A perda de um amor" PARTE II

Posted by Railton Da Silva in
Giro, surrupiando, delineadamente, esta vida monótona de um alguém que em meio aos gritos, turbulento das rosas, não cessa de gritar o nome, o único nome que tento tirar deste meu pobre e ardente ser.
Mais prazeroso seria, se não fosse obrigado a delinear os alvos rotineiros, trajetos contínuos, movimentos que trazem apenas, o confronto ditatorial deste condizente ser, que não se contenta com os fatos ocorridos e desesperadamente afoga seus sentimentos nas goladas imaturas de um conhaque.
Belas e ardentes raparigas a dançar num ambiente promiscuo, fumaça de cigarro predomina juntamente com as hilárias conversas de um grupo de marmanjos que numa mesa ao lado conversam.
Fico olhando, até que ponto cheguei, até onde desloquei a minha terminal, juvenil vida, sendo entregue ao contraditório pensamento, ação, julgados a muito tempo, podemos dizer atrás, mesquinho.
Pagar prazer, não me traz até os meus braços o amor que um dia foi meu, ou pelo menos julguei que fossem meus, mas nada posso fazer.
Amor de cabaré chega e se vai, no final de uma noite, não posso, nem devo mentir, esse tipo de amor é o menos miserável possível, pois não existe a tamanha sandice de ver constantemente, ou melhor, de mentir em relação aos sentimentos.
A luz fosca que o ambiente encandeia, permite que uma dançarina, bela meretriz, mostre ao publico seu corpo, onde aos poucos vai transitando de um palco ao arredores das mesas. Sinicamente alguns a puxa, sentando-a em seus colos, outros acariciam suas genitálias, outros alguns coloca dinheiro em sua calcinha.
- Um drink, por favor.
Das inúmeras formas pertinentes possíveis, não encontro outra solução, a não ser deitar com outra pessoa, mesmo que não seja pelo amor proveniente de dentro de mim, será pelo menos pelo prazer.
- Me acompanhe.
Diz a atraente morena, causadora de varias alucinógenas situações num homem febril de uma decepção meramente amorosa.
Um cubículo, com uma lâmpada verde, uma cama, se assim posso chamar de cama, na parede junto com algumas fotos de revistas coladas, uma televisão e um aparelho de DVD, onde ligeiro a bela meretriz, liga e coloca um filme pornô.
- Você pode tirar a roupa, que vou me lavar e já volto.
Abre uma porta que fica quase em frente à porta por onde entramos, pude assim perceber que se tratava de um banheiro. Literalmente não consigo compreender a longa busca desenfreada pelo prazer, que se trava no ser humano, mais tudo bem.
Deito, tiro a roupa e aguardo a meretriz que logo aparece em cena, ao abrir a porta quase que automaticamente apaga a luz do banheiro, e próximo a porta, um interruptor, ela aperta e apaga a luz verde que estava sobre os meus olhos.
Depois de algumas longas suadas horas, a frieza da morena, bela meretriz que seu nome ela mesmo se incumbiu em não me dizer, ascende um cigarro e friamente me pede o dinheiro combinado.
Assim me retiro do recinto, pequeno cubículo, onde por alguns instantes ao lado de uma mulher da vida, pude esquecer esse alguém que me acorrentou e de uma hora para outra deu um ponta pé em meus sentimentos, não os preparando antes para tal situação.
Mas, conforme a trajetória da vida, diariamente o sol vem abrilhantar as nossas vidas, nesta longa e sensível jornada rumo à felicidade, chegarei a minha sublime missão.
Continua...

Links para esta postagem |
0

Pedido via e-mail

Posted by Railton Da Silva
Bem meus queridos e amados leitores, mediante o pedido expresso de Almir Queiroz através de e-mail, em continuar a escrever e até mesmo fazer uma série sobre o tema “A perda de um amor”, decidi assim atender o pedido e continuar a escrever sobre esta bela estória, que promete.
Muito obrigado Almir Queiroz, e você também pode participar deste blog que não é feito apenas pelo Poeta e Palhaço e sim pelos queridos leitores.
Um abraço e nos encontraremos nas males traçadas linhas.

Links para esta postagem |
0

A perda de um amor

Posted by Railton Da Silva in
Uma grande dor, preenchimento esquisito, maneira menos esperada.

A escada que agora vejo, logo após, inúmeras passadas dadas por estas pernas, que inutilmente, dão, caramujo sensorial, estreita fica, fechando a cada vez que estas represas que comporta as águas deste meu ser, vão com toneladas de causas jorra e são repreendidas.
Desconheço a turbulenta maquina que aos poucos rompe uma veia e faz doer tudo que se encontrava em perfeito estado, acabando com as esperanças que regem o trilho da vida, condutor do trem humano bobinado pelos sentimentos, priorizado por mim.
“Mim” esta pessoa andarilho, confiante na, no sentido/sentimento pouco provável no que para muito transformaria em situação meramente, você diria “sei lá” e eu “depende do ponto de vista”, mas para que isto.
O que não precisaria ser de uma forma tão complexa, desestrutura tudo que se alastrava para um rumo, olhando de um ponto de vista, claro que o seu, ignorando o que seria importante e sagrado, para mim, mas para você, profano.
Iluminadas noites artificiais, genuínas trevas escondidas por florescentes lâmpadas dos teus olhos falsos, apenas acobertava o “EU” que se deixava iludir, para proporcionar felicidades, que “EU” chamaria de falsas, claro que você contra a sua vontade, mas para curtir o momento “isso é bom”.
“Gosto tanto de Você”, para poder ser o “mais um” na lista, digamos, “utilizada”, nos jogos dos sentimentos, pipocadas friamente, mas para “que mesmo”?
Desce do palco, que contracenava, na arena dos sentimentos torturados.
Agora comprovo que as inúteis tentativas provocaram dependência, física, psíquica deste que olha as fontes luminosas, que estão lá, no alto, sobre minha e sua cabeça.
Mas, sinto cada palavra, jogadas aos meus ouvidos, provocando aceleramento do motor preso no peito, empurrando para dentro deste miserável uma espada, cravando entre os compartimentos, da forma mais agradável possível, para você.
Se não é da forma que queremos que o rio siga o seu percurso, será da mesma forma que caminho até sua foz, acompanhando as águas espelhadas, busco entender o porque do fim desse seu amor.


Links para esta postagem |
1

Cordel "Doutor Rufino Beija-Flor e a revolta das mulheres de Lá de Fora"

Posted by Railton Da Silva in
Vou lhe contar a historia
De um homem namorador,
Essa posso te confirmar
E te dá muito valor,
Pois vi com esses meus olhos
Tudo o que se passou.
Me perdoe, se cansativo
Eu for, mas é a pura verdade,
Deste pobre homem
Que é um trabalhador.
.
Vocês podem até não acreditar,
Mais é isso sim senhor,
Essa história se passa
Com o Rufino Beija-Flor,
Que com seu jeito todo especial,
As mulheres de Lá de Fora
Ele conquistou, Junto com sua
Maladragem conseguiu ser doutor,
Doutor de Rapariga,
Logo ele se tornou.
.
Antes de Rufino Beija-Flor,
Lá de Fora não sabia,
Os perigos causados
Por essa Chefia,
Que num silêncio encantador,
Esse doutor se estalou,
Na sua simplicidade,
A todos ganhou,
Confiança sem igual,
Os moradores nele depositou.
.
Malandro boa praça,
Na verdade ele era,
Viajado, aculturado,
Tudo isso ele carrega,
Com um sultaque
Muito bonito,
As meninas a ele se apega,
Igenuamente para ele,
Sua pureza não nega
Pense num caba desenrolado da fera.
.
Quantas mulheres ele tinha,
Ao certo não sei,
As contas que fiz,
Por fim me embananei,
É de dia e é de noite,
Por hora eram três,
Se brinca era até
Com duas de uma só vez,
Esse moço era danado,
Não sei que parte ele fez.
...
.
Quer saber o final desta história, que não é estória, pois este fato realmente aconteceu, adquira já o seu exemplar do cordel, que esta fazendo sucesso de norte a sul do Brasil, e logo mais estará nos quatro cantos do mundo.
É muito fácil, e ainda mais, entrega em qualquer lugar do Brasil (correio já incluso)
Basta efetuar um depósito:
.
Favorecido: Railton Teixeira da Silva
Caixa Econômica Federal
Agência: 2404
Operação: 013
Conta: 00012628-1
Valor R$ 5,00 (cinco reais)
Logo após manda um email, para railtonteixeira@gmail.com com a numeração do comprovante de pagamento, dia, horário, agência do depósito, com endereço para envio do cordel.
.
Para os que residem em Alagoas, valor a negociar, pois não precisa pagar frete.
.
Estou aguardando o seu contato, vamos reavivar a cultura.


Links para esta postagem |
0

Pré Lançamento do Cordel e Lançamento da Antologia Alma Brasileira

Posted by Railton Da Silva in
No último dia 12 de Setembro, em Salvador-BA, houve o pré lançamento do Cordel "Doutor Rufino Beija Flor e a revolta das mulheres de Lá de Fora" e o Lançamento da Antologia Alma Brasileira, organização da Poeta Baiana Sandra Stabile, na qual esta de parabéns pela iniciativa de reunir os poetas ou melhor como ela mesmo designa as "Almas Brasileiras" e colocar seus poemas num livro recheado de sentimentos puros e cheios de amor.
Não esquecendo da parceria entre a Antologia Alma Brasileira e do Cordel Doutor Rufino Beija-Flor... que em cada livro da Antologia, o leitor levara um exemplar do cordel, sem deixar de falar, você pode encontrar o livro nas Livrarias Saraivas ou por email que no final destas males traçadas linhas passarei.
O Lançamento ocorreu na Livraria SARAIVA MEGASTORE-Shopping Salvador, dentro do projeto Fala Escritor, coordenado pelo poeta baiano Leandro de Assis, que acontece todo segundo sabado de casa mês. Vale muito apena conferir, vários poetas reunidos, declamando seus poemas é fantatisto.
Na ocasião, houve várias recitações, muitos aplausos, e muitos risos, é claro que não faltou, muitas palavras de amor, muitos sentimentos rolando no ar, cada uma mais linda que a outra.

É claro que não poderia deixar de recitar, ou melhor, contar um pedaço do causo do Doutor Rufino Beija-Flor, houve muitas risadas, como não recitei o cordel inteiro, os presentes queriam que termina-se de contar, mas infelizmente, ou melhor, felizmente, tiveram de se dirigir ao caixa e adquirir um exemplar do livro para saber o final da trama deste homem namorador.


Além da energia que emana dos moradores da Bahia, sentir muita energia dos presentes, é claro que não poderia deixar de citar a força da Poeta Malú Freitas (foto ao lado), que me parou (depois de terminar o evento) e perguntou onde adquirir o exemplar do cordel, expliquei onde ela teria de ir e ela foi em dois minutos, Ela chega, outografo, tiramos fotos.


Nesta ocasião, quero agradeçer a todos que me incentivaram, principalmente a grande força da Poeta Sandra Stabile, que decidiu dar esta força, e é claro a Você meu querido Leitos.

Querendo adquerir a Antologia Alma Brasileira é só mandar um email para: antologiaalmabrasileira@hotmail.com
e para adquirir o cordel: railtonteixeira@gmail.com



Embaixo segue algumas fotos:






























Links para esta postagem |
0

Primeiro dia do Projeto "Mochila nas costas, pés na estrada"

Posted by Railton Da Silva in
No primeiro dia do Projeto “Mochilas nas costas, pés na estrada” foi marcado em Salvador na Bahia, com uma grande recepção e entusiasmo da Escritora e Poeta baiana Sandra Stabile, que depois de uma pequena longa espera, recebeu o poeta popular Railton Teixeira.
O encontro na livraria Saraiva, marcou uma parceria do Projeto “Antologia Alma Brasileira” coordenado pela poeta Sandra Stabile, com o Cordel “Doutor Rufino Beija-Flor e a revolta das mulheres de Lá de Fora” que será lançado hoje a noite na Livraria Saraiva, 2º piso do Shopping Center Salvador.
Terá uma programação toda especial:
Palestra: Marketing Pessoal Para Escritores - Carlos Souza (jornalista e escritor)
Lançamento de Livro: Antologia Alma Brasileira - Sandra Stabile (Organizadora) e o Cordel “Doutor Rufino Beija-Flor e a revolta das mulheres de Lá de Fora” – Poeta alagoano Railton Teixeira
Recital Poético:-Nádia Cerqueira, Buzzy de Carvalho e Nara Góes apresentam: Renascer Poético
-Alexandre Amaral
-Renata Rimet
-Railton Teixeira -Cordel
-Carlos Alberto Barreto
-Leandro de Assis-Carlos Conrado
-Betânia Uchôa
-Elionedson-outros...
Participação Musical: Carlos Ventura e Rick Vieira
Apoio Cultural: valdeck Almeida -Projeto Fala Escritor, Casa dos poetas Brasileiros de Praia Grande

A todos que nos acompanha, o meu muito obrigado, esta vitória não é apenas deste poeta e palhaço e sim de todos.

Links para esta postagem |
0

Lançamento da Antologia Alma Brasileira

Posted by Railton Da Silva in
Palestra: Marketing Pessoal Para Escritores - Carlos Souza (jornalista e escritor)
.
Lançamento de Livro: Antologia Alma Brasileira - Sandra Stabile (Organizadora)
.
Recital Poético:
-Nádia Cerqueira, Buzzy de Carvalho e Nara Góes apresentam: Renascer Poético
-Alexandre Amaral
-Renata Rimet
-Railton Teixeira -Cordel
-Carlos Alberto Barreto
-Leandro de Assis
-Carlos Conrado
-Betânia Uchôa
-Elionedson
-outros...
.
Participação Musical: Carlos Ventura e Rick Vieira
.
Apoio Cultural: valdeck Almeida -Projeto Fala Escritor, Casa dos poetas Brasileiros de Praia Grande

Links para esta postagem |

Quem esta visitando

Copyright © 2009 O Poeta e Palhaço All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by Railton Teixeira. Distribuído por Templates